Bem-vindos, amigos visitantes!


A finalidade do blog SURDO HK é divulgar o trabalho de ensino especializado e os projetos desenvolvidos por profissionais que atuam na Escola Municipal de Educação Bilíngue para Surdos Helen Keller - EMEBS HK - São Paulo - Brasil.

Municipal Deaf Bilingual School Helen Keller – EMEBS Helen Keller – located in São Paulo City, SP, Braz

SOBRE NÓS...

Nossa história começou em 13 de outubro de 1952, a primeira escola pública de São Paulo a atender crianças surdas. Começamos em Santana, mudamos para o Ipiranga e nos estabelecemos no bairro da Aclimação em 1956.
Nestes 64 anos, presenciamos as transformações educacionais, linguísticas e culturais da Comunidade Surda Nacional, percorremos sua história, do oralismo ao bilinguismo.
Protagonizamos movimentos em defesa da educação para surdos, vivenciamos suas lutas e vitórias.
HISTORICAMENTE, a EMEBS HK transcende o Educacional, é um ESPAÇO SURDO legitimado pela comunidade surda e lideranças nacionais, palco de importantes eventos, discussões e deliberações políticas pelos DIREITOS DOS SURDOS.
Com o Decreto nº 52.785 de 10 de novembro de 2011, passamos de Escola de Educação Especial para ESCOLA DE EDUCAÇÃO BILÍNGUE PARA SURDOS e sobre esta concepção de ensino, a nota técnica nº10 do Programa Mais Educação de São Paulo, AFIRMA QUE... "reconhece o direito dos Surdos a uma educação bilíngue que respeite sua identidade e cultura, na qual a LIBRAS é a primeira Língua e, portanto, língua de instrução, e a Língua Portuguesa é a segunda, sendo objeto de ensino da escola na modalidade escrita."
O atendimento especializado foi ampliado sob a luz de novas legislações e hoje a EMEBS Helen Keller é uma escola voltada para educação de crianças, jovens e adultos com surdez, com surdez associada a outras deficiências, limitações, condições ou disfunções e surdocegueira.

Há pouco tempo, muitos destes alunos estavam em suas casas, excluídos do convívio educacional, e foi com muita coragem, empenho e disposição para estudos e pesquisas, que os professores da HK se especializaram ainda mais e assumiram a tarefa de receber esta demanda nas salas de surdos. É um trabalho diferenciado, pois as atividades são pensadas e planejadas individualmente; há uma ampla troca de experiências entre os professores e o compromisso em adaptar as atividades de acordo com as potencialidades e habilidades de cada aluno. As limitações não constituem uma barreira, mas um DESAFIO a ser superado!

13 de nov de 2015

Comunidade escolar HK recebe autoridades da Administração, DRE IP, SME e SMPED

Hoje, 12 de novembro, apresentamos nossa comunidade escolar, o trabalho dos profissionais e as demandas da escola bilíngue para surdos ao Diretor Regional de Educação/DRE IP Braz Rodrigues Nogueira e seu Assessor Oriovaldo Campos Mello-Martins Pinto Também presentes a Supervisora Técnica Olímpia, o Pedro, Assessor do Secretário de Educação e o Bruno, Chefe de Gabinete da SMPD.
Logo após, a equipe de cerimonial da SME chegou para realização do roteiro de visita do Secretário de Educação Gabriel Chalita, agendada para o dia 04 de dezembro.

Essencial conhecer e acompanhar de perto um trabalho com tantas projetos diferenciados e especificidades.

Apresentação das demandas e novos desafios do trabalho nas EMEBS.

Prof Neivaldo, ex-aluno da HK, hoje se destaca como importante liderança nacional da causa surda.

Prof Neivaldo Zovico, SURDO, Presidente do Conselho de Escola; Bruno, Chefe de Gabinete da SMPED; Mônica Conforto, Assistente de Diretor da HK; Pedro, Assessor do Sec.de Educação; Sandra Saviano, Keller, Diretora da EMEBS Helen Keller; Braz Rodrigues Nogueira Diretor Regional e Oriovaldo Campos Mello-Martins Pinto- Assessor; Sandra Farah, Assistente de Diretor da HK

Essencial mostrarmos o quanto é relevante o trabalho desenvolvido nas EMEBS com os Surdos, Surdocegos e Surdos com múltiplas deficiências, uma minoria oprimida e excluída linguisticamente e socialmente. 
a
O aluno Matheus Schinaider, Presidente do Grêmio Estudantil HK, no momento em que conclama a criação do ensino médio bilíngue para Surdos, uma modalidade inexistente na rede municipal de São Paulo.



Alunos expressando o desejo pela continuidade dos estudo bilíngue no ensino médio.






Fotos de Oriovaldo Campos e Sandra Farah

Nenhum comentário: