Bem-vindos, amigos visitantes!


A finalidade do blog SURDO HK é divulgar o trabalho de ensino especializado e os projetos desenvolvidos por profissionais que atuam na Escola Municipal de Educação Bilíngue para Surdos Helen Keller - EMEBS HK - São Paulo - Brasil.

Municipal Deaf Bilingual School Helen Keller – EMEBS Helen Keller – located in São Paulo City, SP, Braz

SOBRE NÓS...

Nossa história começou em 13 de outubro de 1952, a primeira escola pública de São Paulo a atender crianças surdas. Começamos em Santana, mudamos para o Ipiranga e nos estabelecemos no bairro da Aclimação em 1956.
Nestes 64 anos, presenciamos as transformações educacionais, linguísticas e culturais da Comunidade Surda Nacional, percorremos sua história, do oralismo ao bilinguismo.
Protagonizamos movimentos em defesa da educação para surdos, vivenciamos suas lutas e vitórias.
HISTORICAMENTE, a EMEBS HK transcende o Educacional, é um ESPAÇO SURDO legitimado pela comunidade surda e lideranças nacionais, palco de importantes eventos, discussões e deliberações políticas pelos DIREITOS DOS SURDOS.
Com o Decreto nº 52.785 de 10 de novembro de 2011, passamos de Escola de Educação Especial para ESCOLA DE EDUCAÇÃO BILÍNGUE PARA SURDOS e sobre esta concepção de ensino, a nota técnica nº10 do Programa Mais Educação de São Paulo, AFIRMA QUE... "reconhece o direito dos Surdos a uma educação bilíngue que respeite sua identidade e cultura, na qual a LIBRAS é a primeira Língua e, portanto, língua de instrução, e a Língua Portuguesa é a segunda, sendo objeto de ensino da escola na modalidade escrita."
O atendimento especializado foi ampliado sob a luz de novas legislações e hoje a EMEBS Helen Keller é uma escola voltada para educação de crianças, jovens e adultos com surdez, com surdez associada a outras deficiências, limitações, condições ou disfunções e surdocegueira.

Há pouco tempo, muitos destes alunos estavam em suas casas, excluídos do convívio educacional, e foi com muita coragem, empenho e disposição para estudos e pesquisas, que os professores da HK se especializaram ainda mais e assumiram a tarefa de receber esta demanda nas salas de surdos. É um trabalho diferenciado, pois as atividades são pensadas e planejadas individualmente; há uma ampla troca de experiências entre os professores e o compromisso em adaptar as atividades de acordo com as potencialidades e habilidades de cada aluno. As limitações não constituem uma barreira, mas um DESAFIO a ser superado!

4 de jun de 2016

Despertar para aprendizagem: o compromisso com alunos surdos com múltipla deficiência!

A EMEBS Helen Keller é uma escola voltada para educação de crianças, jovens e adultos com surdez, com surdez associada a outras deficiências, limitações, condições ou disfunções e surdocegueira.

Há dez anos atrás, muitos dos alunos surdos com múltiplas deficiências estavam em suas casas, excluídos do convívio educacional, e foi com muita coragem, empenho e disposição para estudos e pesquisas, que os professores da HK se especializaram ainda mais e assumiram a tarefa de receber esta demanda nas salas de surdos. É um trabalho diferenciado, pois as atividades são pensadas e planejadas individualmente; há uma ampla troca de experiências entre os professores e o compromisso em adaptar as atividades de acordo com as potencialidades e habilidades de cada aluno. 
Nesta postagem, apesentamos o aluno Gabriel do 4ºAno e a  equipe de profissionais envolvida no seu processo de aprendizagem: a professora da sala de aula Yo Tanaka, responsável pelo projeto de inserção social, linguística e cultural do aluno; a Profa. do Pacis Márcia Furquim, que planeja e executa as adaptações dos conteúdos trabalhados na sala; a estagiária do Cefai Glória, que realiza o trabalho de apoio pedagógico durante as atividades; e a AVE Sandra, que oferece suporte nos momentos extra classe, como a locomoção, higiene e alimentação.
O trabalho consiste em adaptá-lo à rotina escolar, da hora que chega à escola para almoçar até o momento de ir embora: explorar os espaços, reconhecer a professora, os demais profissionais, os amigos da classe, os momentos de atividades e de diversão.
Na sala de aula, as atividades são contextualizadas no caderno, utilizando o lúdico como plataforma para interação, na confecção de brinquedos, no manuseio de materiais diversos e na aquisição da Libras. O foco do trabalhando é desenvolver a atenção, a percepção multisensorial, estabelecer a comunicação e progredir no aspecto atitudinal, explorando todo seu potencial frente aos desafios. O tablet é outra ferramenta utilizada para momentos de diversão, com ganhos cognitivos.

Acompanhe pelas fotos a vivência do aluno do aluno Gabriel, num projeto que teve como base o livro" Bicho Feio, bicho bonito" da coleção Gato e Rato. A história reflete o conceito relativo e complexo do feio e bonito, onde o que é diferente não é feio.
A história foi explorada com todo grupo numa perspectiva contrastiva, ou seja, comparando e atribuindo significado a aspectos linguísticos da Libras e da língua Portuguesa.
Técnicas de recorte, colagem, pintura, uso de texturas e brinquedos incrementam o processo de aquisição de linguagem e na aprendizagem de conceitos do aluno Gabriel.


O texto foi contextualizado pela Profa. do Pacis, Marcia Furquim, através de colagens e atividades adaptadas.






Posteriormente a professora Eugênia e a estagiária do CEFAI Glória trabalharam a confecção de um cachorro em papelão, explorando o sinal, a percepção tátil , as cores... O cachorro foi ganhando vida e Gabriel o entendimento.





 Este é apenas um exemplo de atividade, que contribui para o amadurecimento do aluno na vivência das rotinas escolares junto aos amigos e proporciona o despertar para a aprendizagem.
ACREDITAR SEMPRE, as limitações não constituem uma barreira, mas um DESAFIO a ser superado. 
Este é o compromisso dos profissionais da EMEBS Helen Keller, unir esforços para promover avanços no desenvolvimento emocional, social e cognitivo dos alunos com múltipla deficiência.

Nenhum comentário: